30 de jun de 2017

FISCO ESTADUAL PARALISOU SUAS ATIVIDADES NESTA SEXTA-FEIRA DIA 30




O Fisco norte-rio-grandense assim como o povo brasileiro têm acompanhado cotidianamente os desdobramentos da crise econômica, política e social, que assola o nosso País, bem como a mais ampla e profunda tentativa de retirada dos direitos dos trabalhadores, através da tramitação das Reformas Trabalhista e da Previdência no Congresso Nacional.

E na capital natalense, a categoria Fisco em uma ação unitária com outras Centrais Sindicais realizou na tarde desta sexta-feira, 30 de junho, uma grande mobilização, com objetivo de frear a tramitação das Reformas da Previdência e Trabalhista, além de protestarem contra atrasos salariais dos servidores do poder executivo estadual, que já perdura 18 meses.

“O Fisco foi às ruas para mostrar sua indignação. Realizamos o Arraia da Resistência, como forma de protestar contra as atuais condições de trabalho e os contínuos atrasos salariais, que assola a categoria de servidores públicos do Estado há meses. A categoria também participou do ato em conjunto com outras entidades, para mostrar à população que não queremos nenhum direito a menos”, destacou o presidente do SINDIFERN, Fernando Freitas.

Durante o dia de mobilização, o Grupo Ocupacional Fisco do RN realizou suas atividades de fiscalização com apenas 30% dos servidores, conforme ordena à Lei de Greve.