13 de jun de 2017

JOÃO CÂMARA: MARCINHO DE JOÃO CÃMARA MORRE EM CONFRONTO COM A POLÍCIA

"Marcinho de João Câmara"

 
Homem, que também estava atuando no tráfico de drogas na região, estava foragido da Justiça; contra ele, havia um mandado de prisão.


PC/ASSECOM
Duas equipes da Deicor localizaram o investigado em uma casa

Uma investigação da Divisão Especializada em Investigação e Combate ao Crime Organizado (DEICOR) revelou que Márcio Rodrigues Teixeira, conhecido como “Marcinho de João Câmara”, era integrante de uma organização criminosa que estava realizando ataques a instituições bancárias no Rio Grande do Norte. Além disto, o investigado também teria executado inimigos e participado diretamente dos últimos homicídios ocorridos em João Câmara, matando vigilantes da cidade. O investigado, que também estava atuando no tráfico de drogas na região, estava foragido da Justiça. Contra ele, havia um mandado de prisão.
No último dia 07 de junho, duas equipes da Deicor localizaram o investigado em uma casa localizada à travessa Adiamiro de Almeida, em João Câmara, para cumprir o mandado de prisão preventiva. Quando as equipes chegaram à residência foram recebidas por tiros disparados pelo investigado, que acabou sendo atingido e socorrido ao hospital, não tendo sobrevivido aos ferimentos. No local onde o investigado estava, a Polícia apreendeu arma de fogo e munições.