21 de jul de 2017

ROBINSON DESTACA AÇÕES DA SECRETARIA DE TRIBUTAÇÃO PARA AUMENTAR ARRECADAÇÃO






Governador ainda ressaltou que a SET implantou o Planejamento Estratégico visando aperfeiçoar as suas funções como a fiscalização do trânsito de mercadorias


O governador Robinson Faria participou na manhã desta sexta-feira 21 do seminário de encerramento do Projeto de Integração da Modernização da Administração Fiscal e Financeira do RN (Profisco), na Escola de Governo, em Natal. No evento, Robinson destacou as ações da Secretaria de Tributação (SET) para aprimorar a fiscalização e o aumento da arrecadação estadual.
“O Fisco do Rio Grande do Norte é um dos pilares mais importantes de nossa administração, tem sido um parceiro e conseguido sucessivos recordes de arrecadação, auxiliando o Governo a atravessar as contingências da economia brasileira”, afirmou Robinson.
O governador ainda ressaltou que a SET implantou o Planejamento Estratégico visando aperfeiçoar as suas funções como a fiscalização do trânsito de mercadorias, o processo de controle da dívida pública e a reestruturação do Posto Fiscal Virtual.
No evento a SET fez um balanço dos investimentos do Profisco realizados com financiamento do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), e apresentou o planejamento para a nova etapa, o “Profisco II”, que inclui financiamentos para as Secretarias de Fazenda, Secretaria de Planejamento e Procuradoria Geral do Estado.
Profisco no RN
O Profisco foi criado em 2008 pelo Ministério do Planejamento para melhorar a eficiência e transparência na gestão fiscal dos Estados e aumentar o controle do gasto público, provendo melhores serviços ao cidadão. No Rio Grande do Norte, o programa começou em abril de 2013 e foi encerrado em abril de 2017.
O secretário da SET, André Horta, afirmou que “dos 25 estados que fecharam o estudo com o Profisco, o Rio Grande do Norte foi o único que entregou os resultados dentro do prazo estabelecido em contrato, o que demonstra o empenho de nossa equipe no fisco do Estado”.
Também participaram do seminário, o secretário de Estado do Planejamento e Finanças, Gustavo Nogueira; o presidente do Tribunal de Contas do RN, Gilberto Jalles e o presidente do BID, Andres Muñoz.